Emílio Odebrecht diz que reforma em sítio frequentado por Lula custou R$ 700 mil | Rádio Arara FM 87,9

ULTIMAS NOTÍCIAS

.

.

Emílio Odebrecht diz que reforma em sítio frequentado por Lula custou R$ 700 mil



O empresário Emílio Odebrecht afirmou em depoimento no acordo de delação premiada que a reforma em um sítio em Atibaia (SP) frequentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva custou à construtora Odebrecht cerca de R$ 700 mil.


Emílio afirmou, ainda, que o sítio sempre foi tratado dentro da empresa como se pertencesse ao ex-presidente e que foi a ex-primeira-dama Marisa Letícia quem pediu ajuda para concluir as obras, que já estavam em andamento na propriedade. O pedido, relata o empresário, foi feito em 2010, no último ano do segundo mandato de Lula na Presidência da República.


Procurado pelo G1, o Instituto Lula divulgou a seguinte nota nesta quarta-feira (12): "O sítio não pertence ao ex-presidente Lula. Os proprietários do sítio confirmaram não só a propriedade como a origem dos recursos para comprá-la."


No ano passado, o instituto já havia se pronunciado sobre o sítio, afirmando que o ex-presidente frequenta o local desde que encerrou o mandato (em 2011); que o sítio pertence a "amigos da família"; e que "a tentativa de associá-lo a supostos atos ilícitos tem o objetivo mal disfarçado de macular a imagem do ex-presidente".


O depoimento de Emílio Odebrecht

Ao ser questionado sobre se lembrava quais foram as obras no sítio, Emílio Odebrecht balançou a cabeça em uma resposta negativa.


Ele foi indagado, então, sobre o que foi feito com os R$ 400 mil inicialmente destinados às obras. "Era para fazer, concluir o que os outros não tavam conseguindo concluir". Perguntado sobre se havia outras empresas trabalhando no sítio, declarou: "Ah, já. Não era obra nova não, foi para terminar coisas que já tinham sido iniciadas por alguém. Eu não sei, não conheço."


Emilio Odebrecht, na sequência, é questionado sobre o valor orçado para a obra e responde: "Inicialmente [a obra foi orçada em R$ 400mil], e deu mais, deu cerca de R$ 700 mil, ou talvez até um pouco superior. É que, como foi feito, várias obras assumiram".

Conversa com Lula
Na delação, o empresário também afirmou que chegou a tratar da reforma no sítio com o próprio Lula.


"No final do ano, penúltimo dia de mandato do Lula, do último mandato, eu estive com ele. Lá no Palácio do Planalto. E aí eu disse: 'Olhe, chefe, você vai ter uma surpresa. Nós vamos garantir o prazo que nós tínhamos dado naquele programa lá do sítio'. Ele não fez nenhum comentário, mas também não botou nenhuma surpresa, coisa que eu [...] eu entendi não ser mais surpresa", afirmou Emílio na delação.






Fonte : G1

0 comentários Em"Emílio Odebrecht diz que reforma em sítio frequentado por Lula custou R$ 700 mil"

Deixe um Comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postagem mais recente Postagem mais antiga