Doenças e acidentes afastam 3 trabalhadores por hora na PB | Rádio Arara FM 87,9

ULTIMAS NOTÍCIAS

.

.

Doenças e acidentes afastam 3 trabalhadores por hora na PB



A cada hora, três trabalhadores na Paraíba são afastados das suas atividades por doenças e acidentes de trabalho. São 74 afastamentos por dia, em média, de acordo com dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Somente no ano passado, foram concedidos cerca de 27 mil benefícios no Estado (auxílio doença e auxílio doença por acidente do trabalho), uma média de 2,2 mil trabalhadores doentes por mês, segundo o INSS. Isso gerou gastos de aproximadamente R$ 280 milhões aos cofres públicos e parte disso poderia ser evitado com prevenção.
 
É justamente para prevenir e tentar reduzir esses números, que o Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) aderiu ao movimento "Abril Verde", organizado na Paraíba pelo Grupo de Trabalho Interinstitucional (Getrin-13) e lançado na manhã desta sexta-feira (01), no auditório do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-13ª Região), em João Pessoa. Houve também o lançamento do Programa Trabalho Seguro.
 
O Abril Verde foi instituído pela primeira vez no Brasil por meio da Lei Municipal Nº 12.814/2014, da Câmara Municipal de João Pessoa (de autoria do vereador Ubiratan Pereira, o Bira). A lei estabelece o mês de abril como dedicado à realização de Campanha de Prevenção aos Acidentes do Trabalho e Doenças Ocupacionais junto à população, que tem como símbolo um laço na cor verde.
 
Segundo a procuradora do Trabalho Myllena Alencar, durante este mês de abril, o MPT participará de diversas atividades educativas relacionadas à prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais. “Neste mês, também faremos visita a um canteiro de obras de uma grande empresa em João Pessoa. Além disso, o MPT vai sediar uma reunião no dia 15 de abril, para reativar a Comissão Permanente Regional Rural (CPRR-PB), que tem como objetivo promover a saúde e segurança dos trabalhadores rurais”, afirmou.
 
Para a procuradora, “é imprescindível conscientizar os trabalhadores, empresários e a sociedade como um todo da importância de se investir na prevenção de acidentes e na promoção da saúde e da segurança no trabalho. Pois, milhões de reais são desperdiçados com perda de produtividade nas empresas e com afastamentos. É um custo alto para o Estado e para toda a sociedade”.
 
514 denúncias no MPT em um ano
 
A procuradora do Trabalho Myllena Alencar destacou que, só no ano de 2015, a Procuradoria Regional do Trabalho na Paraíba recebeu 514 denúncias relacionadas a irregularidades na área da saúde e segurança do trabalhador.
 
Ao todo, foram registradas em 2015 pelo Sistema MPT-Gaia (ferramenta de inteligência da Coordenadoria de Análise e Pesquisa de Informações-Capi) 2.662 notícias de fato e denúncias em geral. A maioria (71,6%) sobre irregularidades gerais do dia-a-dia entre empregadores e trabalhadores. Em segundo lugar (com 19,3%) estão justamente as queixas relacionadas ao meio ambiente do trabalho, tudo que envolve saúde e segurança do trabalhador, como falta de equipamentos de proteção individual (EPIs).
 
Sobre o movimento
 
O movimento Abril Verde tem o objetivo maior de reduzir os acidentes de trabalho e os agravos à saúde do trabalhador, além de mobilizar a sociedade para prevenção das doenças que ocorrem em decorrência do trabalho.
 
Datas importantes em abril
 
O mês foi escolhido por conter duas datas importantes para o tema: o dia 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, e 28 de abril, Dia Internacional em Memória às Vítimas de Acidentes do Trabalho.
 
As informações do Anuário Brasileiro de Proteção 2015, que utiliza os dados do Anuário Estatístico da Previdência Social, mostram que no ano de 2013, no Brasil, foram registrados 717.911 acidentes de trabalho no total, com o registro de 2.814 óbitos e 16.121 casos de incapacidades permanentes.
 
A iniciativa Abril Verde é uma articulação nacional que busca a conscientização de trabalhadores e patrões para a melhoria das condições de trabalho e de saúde do trabalhador.
 
Perda de 4% do PIB
 
Segundo a OIT, cerca de 4% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial (2,8 trilhões de dólares) são perdidos, por ano, em custos diretos e indiretos devido a acidentes de trabalho e doenças relacionados ao trabalho.
  
NO BRASIL
7 VIDAS SÃO PERDIDAS POR DIA - POR ACIDENTES DE TRABALHO
2 TRABALHADORES INCAPACITADOS A CADA HORA
R$ 10 bilhões - gastos por ano com encargos previdenciários no Brasil
 

Fonte: Anuário Brasileiro de Proteção 2015, com dados do Anuário Estatístico da Previdência Social 2013

0 comentários Em"Doenças e acidentes afastam 3 trabalhadores por hora na PB"

Deixe um Comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postagem mais recente Postagem mais antiga