Rádio Arara FM 87,9

ULTIMAS NOTÍCIAS

.

.
0
A Prefeitura de Arara iniciou as obras de recuperação do açude da comunidade lagoa de Pedra, zona rural do município. 
O prefeito Nen vistoriou as obras e destacou a importância da obra para os moradores da região. “As águas do açude são essenciais para as famílias, Essas famílias estão prejudicadas com a estiagem. Com a chegada do período chuvoso e com as intervenções feitas em sua estrutura, acreditamos que o açude volte a ser perene”. 
 Na localidade residem um numero grande de famílias que utilizavam as águas do açude para o consumo e a criação. Segundo os moradores a mais de 13 anos o açude não receber nenhum beneficio. Com recursos próprios, a prefeitura fará a escavação, ampliação e o reforço da parede do baldo do açude. A expectativa é que com a chegada do período chuvoso e com as intervenções o açude volte a encher servido a todos os moradores.
 
Fonte: 
Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Arara
(83) 3369-1037 | comunicação@arara.pb.gov.br
Web: www.arara.pb.gov.br
0
Prefeitura de Arara por meio da Secretaria de Agricultura informa a todos os agricultores que necessitem do corte de terra em suas propriedades devem procurar os presidentes das associações de suas comunidades para realizar a solicitação.
Esta ação mostra o incentivo que a administração local dará à agricultura no município, tendo em vista que boa parte da população é agricultor e necessita de apoio. “Na proporção em que o inverno se intensifique, vamos tentar atender a todos os agricultores que necessitem dos serviços de corte de terra, na medida do possível”, completou o Prefeito Nen.
Fonte: 
Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Arara
(83) 3369-1037 | comunicação@arara.pb.gov.br
Web: www.arara.pb.gov.br
0
A prefeitura de Arara através da secretária de educação implantou nas escolas da rede municipal de ensino a modalidade Educação para Jovens e Adultos (EJA), é uma oportunidade para aquelas pessoas que desejam retomar os estudos. Em o secretario Heráclito Medeiros e o coordenador do EJA Professor Renato atualmente estão matriculados 219 na zona urbana e rural.

São oferecidas turmas do 1º, 2º, 3º e 4º anos, em visitas as escolas, o secretário Heráclito Medeiros afirmou que o prefeito Nen garantiu a todos os aos alunos do EJA os mesmos benefícios oferecidos aos alunos dos turnos manhã e tarde.




Portal Arara
Fonte: Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Arara
(83) 3369-1037 | comunicação@arara.pb.gov.br
Web: www.arara.pb.gov.br
0

Nessa segunda-feira (6), os Correios passaram a vender CHIPS de celular e entraram no mercado da telefonia móvel. No momento, está sendo vendido apenas em 12 agências no estado de São Paulo, mas a ideia é que sua venda seja expandida para mais 164 unidades até o final de março, em toda a região metropolitana da capital paulista.
Os chips estão sendo vendidos por R$ 10,00. As 12 agências dos Correios onde você irá encontrá-los para compra são:
  • Cidade de São Paulo (Vila Leopoldina)
  • Central de São Paulo (República)
  • Brás
  • Itaquera
  • Guaianazes
  • Vila Prudente
  • Silva Bueno (Ipiranga)
  • Mooca
  • Nossa Senhora da Saúde
  • Osasco
  • Penha de Franca
  • Santana
A ideia é que, em seguida, o serviço funcione também em Brasília e Belo Horizonte. A meta é alcançar todos os estados brasileiros até o fim deste ano. Segundo a própria companhia, o chip poderá ser utilizado em qualquer aparelho e terá cobertura na maioria das cidades brasileiras.
O ponto positivo dessa novidade é que os Correios não irão cobrar taxas de deslocamento ou roaming nacional. “Quando você estiver viajando, e alguém te ligar, você não vai pagar para receber aquela ligação. O contrário também vale: se você estiver fora e precisar ligar para alguém, você só vai utilizar os minutos do seu plano”.
Essa ideia é uma parceria dos Correiros com a empresa EUTV. Toda a infraestrutura de telecomunicações será responsabilidade da EUTV, a mesma usa a infraestrutura da TIM para a oferta de telefonia móvel. Por enquanto, apenas estão a venda chips e recargas de um plano pré-pago, que terá como exigência recargas de R$ 30,00 mensais e dará direito a 100 minutos em chamadas de voz para qualquer celular ou fixo, ou 100 SMS.
A internet móvel será um pacote de 30 dias, com 1 GB de franquia, sem o corte no serviço caso o cliente atinja o limite de dados. O uso do aplicativo WhatsApp é grátis (sem descontar da franquia). Os estudos para definir ofertas de planos pós-pagos irão entrar em ação em 2018.
Os correios enfrentaram nesses últimos dois anos, e ainda enfrentam, uma crise financeira.

BlastingNews
0
A prefeitura de Arara através da diretoria de esportes irá promover a 1ª corrida de pedestre PE. Ibiapina, dia 19 de março de 2017 com inicio às 9 horas da manhã. A corrida que será exclusivamente para incentiva a prática do esporte no município, terá a participação apenas dos moradores da cidade.

Com um total de 6 km, a corrida será divididas das categorias geral, sub-40,feminina e juvenil. A inscrição será gratuita, ao participará os competidores que adquirirem sua camisa personalizada com nome do atleta e numero da inscrição pelo valor simbólico de R$ 12,00 reais, os interessados devem procurar diretor de esporte Pedro Nunes ou Lula Maratonista.

Fonte: Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Arara
(83) 3369-1037 | comunicação@arara.pb.gov.br
Web: www.arara.pb.gov.br
0

Professores da rede estadual de ensino decidiram entrar em greve na Paraíba. A paralisação tem início na quarta-feira (15). O movimento é contra a reforma da previdência social, a retirada de direitos dos trabalhadores e também coloca em pauta a campanha salarial 2017/2018 dos servidores do Estado. Durante o mês ainda haverá duas reuniões para reavaliar a continuidade da greve.
A assessoria da Secretaria de Estado da Educação informou que, por enquanto, o governo não vai se procnunciar em relação à greve. A assessoria não informou se foi recebida a carta de reivindicação da categoria.
A paralisação estadual segue a orientação da assembleia nacional realizada na última quarta-feira (8). O secretário de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior do Estado da Paraíba (SintesPB) disse que “essa greve foi aprovada na assembleia nacional da CNTE [Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação] e ela traz dois pontos: a reforma da previdência que ataca diretamente os trabalhadores da educação e, principalmente, as mulheres. Hoje [elas] se aposentam com 25 anos [de contribuição] e 50 anos de idade e vão para 49 e 65 – então são as mais prejudicadas”.


Ainda segundo o secretário, há mais demandas nessa paralisação além da reforma da previdência. “O piso salarial nacional que Estados e municípios estão desrespeitando. E, no estado da Paraíba, nós temos nossa pauta de reinvidicações que foi entregue ao Governo do Estado”, informou.
A paralisação da próxima semana já está decretada. De acordo com o calendário nacional, dia 25 de março haverá uma reunião do Comando Nacional e, no dia 27, uma “assembleia dos Estados para reavaliar os desdobramentos da greve”.

Fonte : G1

0

O primeiro açude a receber as águas da transposição na Paraíba, o manancial de Poções, que fica no município de Monteiro, Cariri paraibano, a 310 km de João Pessoa, deve ficar seis dias após começar a receber as águas, segundo previsão do diretor do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas na Paraíba (Dnocs-PB), Alberto Gomes.
De acordo com dados da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), o açude de Poções tem, atualmente, 251,4 mil metros cúbicos (m³) de armazenamento, ou 0,8% do total de 29,8 milhões de m³.
As águas da transposição chegaram ao estado por volta das 19h dessa quarta-feira (8) após e vão seguir pelo canal que corta o perímetro urbano de Monteiro, desaguando em Poções.
Segundo Alberto Gomes, para cortar toda a área urbana pelo canal da cidade de Monteiro, a água deve levar em torno de 12 a 15 horas e, para chegar ao açude de Poções, primeiro grande manancial da Paraíba a receber a transposição, esse percurso deve ser feito entre cinco e sete dias, contados a partir da liberação da estação de controle na sexta-feira.
Após deixar o açude de Poções, a água seguirá para o reservatório de Camalaú. Segundo a previsão dos engenheiros que atuam na obra, a água deve chegar ao açude Epitácio Pessoa (Boqueirão), que abastece Campina Grande e mais 18 municípios da região da Borborema, entre 30 e 45 dias.




Fonte : Portal Correio
0

As ações do Governo do Estado voltadas ao fortalecimento da atividade da caprinovinocultura, a partir de pesquisas de melhoramento genético, assistência técnica continuada e acesso dos criadores às políticas públicas têm permitido a Paraíba conquistar novos índices neste setor produtivo.
O estado continua se destacando na produção de leite de cabra no país com 13 mil litros diários, apesar dos longos períodos de estiagens.  Em estados que sempre se destacaram nesta atividade, como Rio Grande do Norte, Pernambuco e Minas Gerais, a produção é inferior a 10 mil litros.
Estes resultados obtidos são provenientes de uma série de ações que o governo implementa a partir de uma ação conjunta entre Emater e Emepa (integrantes da Gestão Unificada), que desenvolvem pesquisas, como por exemplo, sobre a transferência de tecncologia, a suplementação alimentar preparada em blocos multinutricionais e palma forrageira. Estudos que ajudam a manter o rebanho em período de estiagens.

Na última sexta-feira (3), a cadeia produtiva do leite de cabra paraibana ganhou mais um reforço. O empresário Marcos Guedes, da Laticínios Isis, firmou compromisso de compra de leite de cabra dos agricultores de Coxixola.  A ação aconteceu durante reunião de avaliação do Contrato 178/13 da Chamada Pública do Leite, executada pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB), na região dos Cariris Oriental e Ocidental, que beneficia mais de mil famílias agricultoras de 28 municípios.

Segundo o extensionista rural Genilson Bezerra de Brito, da Emater de Caraúbas, no Cariri, a empresa pretende comprar também leite de Gurjão, Santo André, São José dos Cordeiros e futuramente incluir outros municípios da região. Com essa ação, “conseguimos avançar um dos principais entraves que é a questão de mercado para o leite excedente” disse, acrescentando que o primeiro carregamento com 250 litros já seguiu para empresa.

Para o assessor estadual de Caprinovinocultura, Everaldo Cadena, a iniciativa vai ampliar o mercado, principalmente o aberto, além de fortalecer a cadeia do leite com empresas estabilizadas. Ele entende que a ação “abre mais oportunidades para a comercialização do leite caprino e beneficia os produtores que estão dentro e fora do programa governamental, por meio da comercialização do excedente”, enfatizou.
Presente à reunião, o prefeito de Coxixola, Givaldo Limeira, prometeu ajudar na melhoria da qualidade do leite em seu município a partir da construção de novas salas de ordenhas e a reconstrução das existentes. O presidente da Associação Paraibana de Criadores e Caprinos e Ovinos (APACCO), Pedro Martins, disse que já conseguiu, por meio de parcerias, cursos nas áreas de boas práticas para a produção de leite, com a finalidade de incrementar ainda mais o trabalho executado em busca da melhoria da qualidade do leite de cabra na região do cariri paraibano.
Na Paraíba, é nas regiões do Cariri, Sertão e Curimataú que a caprinovinocultura se tornou a principal atividade agropecuária e econômica. Em Coxixola, por exemplo, dezenas de famílias agricultoras tiram o seu sustento da comercialização do leite de cabra, vendido hoje por R$ 1,99 o litro. O rebanho total do município é de 27.500 cabeças, sendo 14.900 caprinas 12.600 de ovinos.
Segundo dados do IBGE de 2012, a Paraíba conta com um rebanho caprino de mais de 470 mil animais. Somente a região dos Cariris Oriental e Ocidental conta com um plantel de cerca de 250 mil cabeças caprinas.
De acordo com presidente da Gestão Unificada Emepa/Interpa/Emater, Nivaldo Magalhães, o “bom desempenho da caprinovinocultura, mesmo com a seca severa dos últimos anos, deve-se ao apoio recebido do Governo do Estado, por meio das tecnologias e a pesquisa desenvolvida pela Emepa e a assistência técnica continuada da Emater”, confirmou.
Infraestrutura – O assessor estadual de Caprinovinocultura, Everaldo Cadena, credita o avanço da atividade caprina  ao programa governamental e a ação e organização dos produtores e laticínios.  Ele lembra que o programa serviu de mola propulsora para o desenvolvimento da caprinocultura leiteira, fazendo com que os caprinocultores acreditassem na atividade, melhorando suas instalações (currais de manejo e ambientes de ordenhas), suporte forrageiro, melhoramento dos rebanhos, aumentando consideravelmente a produção de leite.
Na Paraíba, existe uma rede de tanques de resfriamento ligados aos laticínios que fazem a captação do leite in natura nesses próprios laticínios e nas comunidades rurais, onde passa pelo processo de pasteurização. Em seguida, vai para as câmaras frias ou de congelamento e daí distribuídos para os consumidores.

Fonte : Mais PB