Rádio Arara Fm

Últimas Notícias

João Neto começa ano dando Show em Monte Alegre-RN

Written By Sejam bem vindos à Rádio Arara FM on sexta-feira, 15 de janeiro de 2016 | 17:18


O no de 2015 para o piloto de Motocross ararense João Neto foi um dos melhores de sua careira, mais 2016 promete ser ainda melhor. Na primeira participação de João neto no ano,um reencontro com as vitorias e o show de pilotagem.

Correndo na cidade de Monte Alegre no estado do Rio Grande do Norte João Neto ficou em 1º lugar na categoria nacional amador e em 3º lugar na categoria força. Um ótimo começo pra o piloto que conquistou títulos e vitorias na temporada passada,esse ano ele já caminha a passos largos pra fazer mais uma grande temporada no MotoCross.





Redação/Portal Arara
Fotos e Videos : BOB #46 

Homicido na cidade de Arara

Na manhã desta terça (12/01/16), na cidade de Arara, um elemento conhecido como "Bastinho" foi assassinado a tiros. O fato ocorreu nas extremidades da Rua Manoel Firmino de Medeiros, mas conhecida popularmente como Rua Verde. 







                                                                                   Fonte : Arara Agora

Agência do Banco do Brasil de Serraria fecha depois de 33 anos de atividades e prejudica população


Diante das sucessivas ocorrências criminosas  sofridas, para a tristeza da população de Serraria, depois de 33 anos de atividades, a agência do Banco do Brasil vai fechar suas portas definitivamente a partir do dia 25 de janeiro. A notícia do fechamento da agência bancária pegou os serrarienses de surpresa.
As contas correntes e demais negócios dos clientes, serão migrados para a agência da cidade de Solânea, onde o atendimento ocorre das 09h às 14h,durante o horário de verão.
Para atendimento às demandas da comunidade local, o BB continuará presente em Serraria, co o Banco Postal, que funciona nas agências dos Correios, que fica no Centro da cidade, que está apto para realizar abertura de contas, depósitos, consulta de saldos e extratos, pagamento de contas, recebimento de benefícios d INSS, contratação de empréstimos, aquisição de cartão de crédito e saques em conta corrente e poupança.
Com o encerramento dos serviços do Banco do Brasil trará muitos transtornos ao povo de Serraria, que vai ter que se deslocar até Solânea, quando precisar da agência bancária.
Já os comerciantes acreditam que terão muito prejuízo, pois com a migração das contas para outra cidade, causará recessão no comércio local.
O Superintendente Estadual do Banco do Brasil Jefférson Amando e o Superintendente Regionaal Sílvio Luiz de Lima, participaram de uma audiência com o prefeito Brizola, onde na oportunidade entregaram oficialmente o comunicado do fechamento da agência bancária. O prefeito lamentou o fato.
Fonte : Balbino Silva/MÍDIA PARAÍBA

Chuva forte deixa ruas alagadas em diversos pontos de Guarabira


A chuva forte que atingiu Guarabira, no Agreste paraibano, na tarde desta quinta-feira (14), causou pontos de alagamento em diversas vias. No Centro, a Dom Pedro II, principal avenida da cidade, a Rua Costa Beiriz e Avenida Rui Barbosa e Rua São Manoel, nas proximidades da Ponte do Gato Preto, ficaram completamente inundadas. No bairro do Juá, a Rua José Bonifácio também teve alagamentos.
Não houve feridos ou danos em nenhuma das localidades, segundo o Corpo de Bombeiros.

Guarabira teve diversos pontos de alagamento na tarde desta quinta-feira após fortes chuvas. (Foto: Reprodução/Via WhatsApp)

O internauta Janellys Fideles enviou fotos que mostram o alagamento na Rua Costa Beiriz, no Centro de Guarabira.

Centro de Guarabira teve vários pontos de alagamento na tarde desta quinta-feira (14). (Foto: Janellys Fideles/Via WhatsApp)

O internauta Willian Fontes também registrou o alagamento próximo a sua residência no Bairro do Juá, em Guarabira.

Alagamento no Bairro do Juá, em Guarabira. (Foto: Willian Fontes/Via WhatsApp)




Fonte :manchetepb

Conselheiros Tutelares de Arara tomam posse para exercer o cargo nos próximos 4 anos


Os novos conselheiros têm pela frente um trabalho desafiador: evitar que haja tanto preconceito, discriminação e crianças em situação de risco, independentemente da faixa social e econômica. O Conselho tem o papel de intermediação e também de buscar soluções junto ao poder público para melhorar o processo de fiscalização nas questões de discriminação e abandono de crianças.

O presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Padre Gaspar, destacou o papel importante do Conselho na defesa dos direitos das crianças e adolescentes. “A tarefa que cabe aos conselheiros é árdua, na defesa intransigente dos direitos de nossas crianças. É uma tarefa que tem que ser cumprida com firmeza, mas com diálogo. É preciso também propor políticas públicas e estar presente no cotidiano”, disse.

Os candidatos Eleitos fizeram discursos de Agradecimento aos todos que os apoiaram, e reforçaram que o empenho mostrado em campanha será redobrado no trabalho que desenvolverão fazendo valer cada voto recebido.

Pela primeira vez na história das eleições para conselheiros tutelares em Arara, os candidatos participaram de um curso preparatório a respeito de assuntos relacionados ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e outros temas sobre a infância e adolescência e só depois de serem aprovados em um teste puderam se candidatar a uma das vagas, além de terem de comprovar experiência prévia na área.

Confira o resultado final: 1° Flaviana Medeiros 328 VOTOS (ELEITOS) 2° Cícero 315 VOTOS (ELEITOS) 3° Andreia Ferreira de Lima 267 VOTOS (ELEITOS) 4° Aldenyo Renally 266 VOTOS (ELEITOS) 5° Wellington 244 VOTOS (ELEITOS) 6° Cida Maria 225 VOTOS 7° Regis Lopes 217 VOTOS 8° Carlos Alexandre (IRMÃO DA AMBULÂNCIA) 100 VOTOS 9° Amaral 97 VOTOS 10° Aurélio Lima (Lelo) 88 VOTOS 11° Nivaldo Reis 64 VOTOS 12° Astéria Azevedo 49 VOTOS 13° Rafael Sax 48 VOTOS 14° Maria Piedade 38 VOTOS 15° Marciana 30 VOTOS

Portal Arara
Fonte e Foto: Clemilson Santos

MPT denuncia aumento de 140% nos casos de trabalho infantil na Paraíba


trabalho infantil“A grande causa do trabalho infantil é a miséria, é a desproteção do Estado, que está refletida nos números. Somente entre 2013 e 2014 houve um aumento de 140% no número de crianças e adolescentes trabalhando”, declarou o procurador do Trabalho Eduardo Varandas. Os dados, segundo ele, são da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). Face a esses dados alarmantes, ele revela que tomará providências, enquanto órgão fiscalizador, para realizar parcerias e cobrar ainda mais efetividade dos órgãos públicos. Atualmente há 70.285 crianças trabalhando na faixa etária dos 4 aos 14 anos. Anteriormente eram 29.285 crianças nessa situação.
ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:
FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM
Esse aumento ao qual o procurador se referiu diz respeito às crianças que se encontram na faixa etária dos 5 aos 14 anos. Em números, isso representa 41 mil crianças e adolescentes a mais trabalhando. Como causa de um aumento tão significativo, o procurador destacou a crise pela qual o país se encontra que, aliada à diminuição dos programas assistenciais, reflete nesse significativo aumento.
“Nós vínhamos, nos últimos 10 anos, vivendo reduções anuais. Já não víamos tantas crianças nos semáforos, nas feiras livres, o governo federal tinha como meta até 2015 para erradicar o trabalho infantil, mas não conseguiu. Se numa época de razoável prosperidade econômica não conseguimos, imagine agora que, devido à necessidade de redução dos custos, estão diminuindo as verbas assistenciais”, ponderou.
Se considerada uma faixa etária mais abrangente, dos 5 aos 17 anos, houve ainda um aumento de 65% na quantidade de crianças trabalhando, indo de 63 mil em 2013 para 104 mil em 2014. Com esses números a Paraíba ficou em segundo lugar dentre os Estados que tiveram maior avanço na quantidade de crianças trabalhando. O primeiro lugar é ocupado pelo Acre, que teve um aumento de 68,7% no número de crianças e adolescentes nessa situação.
“E esses números não são os atuais, que eu temo que sejam ainda maiores porque essa é uma pesquisa por amostragem, que não tem acesso a zonas rurais, ao trabalho doméstico, a crianças vítimas de exploração sexual. Esse aumento é alarmante, sobretudo às crianças de 4 a 14 anos, que é justamente o estágio de maior vulnerabilidade, o que mostra que estamos desprotegendo as crianças na fase de formação, retirando-as da escola para o trabalho”, comentou.
A meta, que antes era de 2015, para erradicação do trabalho infantil no país foi postergada para 2020 e, mais uma vez, esse problema vai sendo empurrado para frente, o que, para Varandas, é reflexo de um desinteresse social pela questão. “Não é só uma questão de administração pública, é preciso também um compromisso social. Temos formalmente uma estrutura numerosa de órgãos de proteção da criança e do adolescente, mas falta sentimento cívico. Você já viu algum manifesto pela desproteção de crianças e adolescentes?”, indagou.

REDUÇÃO DO PETI
O procurador Eduardo Varandas ainda denunciou uma diminuição dos recursos direcionados à rede de assistência de erradicação do trabalho infantil no Estado e no país. “Nós temos acesso a dados de outros Estados e o que temos visto são coordenadores de Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) pedindo socorro ao MP por ausência de meios para realização de ações. Contra fatos, não há argumentos. As políticas dos municípios são amadoras, insuficientes, muitas vezes pessoas despreparadas ocupam cargos importantes, a conveniência política prevalece sobre a efetividade dos órgãos e isso se elastece para o Estado”, denunciou. “Chegamos a receber informações de que apenas 14  cidades da Paraíba tinham o Peti atualmente”, acrescentou.
“Há quem diga que é melhor estar trabalhando que na rua. E essas são as únicas opções para crianças pobres? Querem reduzir a maioridade penal, então tem cadeia para crianças, mas não tem escola? Nossa função é denunciar à Justiça e coibir. Quem tem a prerrogativa de gerir as políticas públicas é o Poder Executivo. Dentro dessa estrutura pública que lamentavelmente é deficiente, faremos parcerias e tentaremos procurar soluções, mas é preciso que haja compromisso efetivo dos órgãos públicos, mas nem sempre há”, completou.
O que diz o Estado
De acordo com a secretária de Desenvolvimento Humano do governo do Estado, Cida Ramos, não houve redução do Peti no Estado. Ela explicou que o Peti faz parte dos serviços de convivência e vínculo familiar, parte da política nacional de assistência social, passando a não mais apenas ocupar o horário das crianças oposto ao da escola, mas incluindo a família nesse processo. “Essa passou a ser uma questão de unificação de várias políticas. Educação, juventude, esporte, isso está presente em todos os municípios. Porque se não se envolver todos os aspectos e colocar a família no meio, que é uma questão central, não há efetividade nas ações”, afirmou.
Segundo Cida Ramos, a informação de que o Peti funciona em apenas 14 municípios é inverídica. Ela revelou que o número repassado pelo IBGE é de que em 19 municípios, dentre os quais está São Bento, Santa Rita e João Pessoa, há uma maior incidência de trabalho infantil. Por esse motivo, esses têm sido locais em que as ações estão sendo mais efetivas, com acompanhamento mais direto.

Fonte : OTHACYA LOPES/JP

Prefeitos paraibanos ‘esquecem’ a crise e garantem a folia de Carnaval


Apesar do “choro livre” dos prefeitos paraibanos sobre a queda da arrecadação e da falta de apoio para combater a crise hídrica, gestores que estão com um pé na campanha para reeleição não estão abrindo mão dos festejos carnavalescos. Nem mesmo o Estado de emergência reconhecido pelo governo federal, devido à estiagem, e as recomendações do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) quanto ao controle de gastos com supérfluos em tempos de crise, têm barrado a corrida por dividendos eleitorais. “Vão assumir o risco de não pagarem os salários dos servidores, desequilibrarem o caixa e depois terem as contas reprovadas”, alerta o presidente do TCE, Arthur Cunha Lima.
Disposto a disputar a reeleição, o prefeito de Catolé do Rocha, Leomar Benício Maia, resolveu investir pesado no Carnaval 2016 da cidade, depois de um ano em que só houve uma festa privada, que foi muito criticada pela população. Para este ano, a festa será grátis e em praça pública, para um público previsto de 40 mil pessoas. “Assim como foi feito neste ano de 2015, faremos através de parcerias com empresários da nossa cidade. Eles acreditam, junto conosco, na realização deste evento que gera inúmeros empregos diretos e indiretos, bem como aumenta o turismo na nossa cidade”, disse.
Os recursos públicos que estão sendo empreendidos para a festa, no entanto, ainda não foram revelados. Leomar assegura apenas que as finanças públicas e os salários dos funcionários não serão afetados com a realização do Carnaval.
Assim como nos últimos anos, o Carnaval 2016 de Cajazeiras, no alto Sertão, vai acontecer novamente na Agrovila, através de uma parceria firmada entre a BCM Produções e Perfil Produções e a prefeita Denise Oliveira (PSB). A prefeitura afirma que vai colaborar apenas na parte de segurança, do trânsito, limpeza, garantia de serviços de saúde e em alguns pontos da infraestrutura, não causando ônus ao cofres públicos.
ESPERANÇA
Mesmo também em estado de emergência, desde abril do ano passado, a Prefeitura de Esperança, no Brejo paraibano, vai realizar a folia de Momo. O prefeito Anderson Monteiro (PSC) pretende desembolsar R$ 125 mil dos cofres do município apenas para locação de trio elétrico destinado às festividades de Carnaval, a ser realizado entre os dias 6 e 9 de fevereiro. O montante é superior a tudo o que foi destinado entre janeiro a outubro do ano passado com serviços de assistência social a famílias carentes em Esperança, por exemplo, no total R$ 109.247,45 empenhados, conforme o  Sagres do TCE.
Quem também não vai abrir mão de patrocinar a festa na cidade é a prefeito de Juripiranga, Paulo Dália Teixeira (PSD), que deve realizar não apenas o Carnaval, já que está com edital de licitação aberto para contratação de trio elétrico, mas também a tradicional festa de São Sebastião. O edital prevê sistema de sonorização e condutor para o Carnaval, no valor de R$ 27 mil, mas a programação musical da folia  ainda não foi divulgada pela prefeitura. Já para a festa de São Sebastião de Juripiranga, entre 4 a 7 de março, estão confirmadas nove atrações musicais, incluindo uma atração religiosa, sendo três por noite. Assim como em Esperança, os valores dos cachês ainda não foram divulgados.
Tradição mantida, mas no aperto
Já na capital, para que a cidade não ficasse sem a folia pré-carnavalesca e o Carnaval Tradição, o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) cortou para menos da metade os investimentos com os festejos. Ano passado a prefeitura destinou R$ 800 mil em recursos para garantir a festa. Para este ano, os recursos não passam de R$ 250 mil. Algumas agremiações e blocos carnavalescos, inclusive o Picolé de Manga, do irmão de Cartaxo, já desistiram de participar da festa.
Em Cabedelo, o prefeito Leto Viana foi mais radical e optou por suspender as ajudas financeiras concedidas aos blocos carnavalescos, bem como as festividades nos bairros do Renascer e do Centro durante o Carnaval, com o objetivo de priorizar a  regularidade dos pagamentos do salário dos servidores públicos municipais.
Em algumas cidades, as festividades são antecipadas para este mês de janeiro. É o caso de Guarabira, que realiza anualmente a tradicional Festa da Luz, da qual o prefeito Zenóbio Toscano (PSDB), que vai disputar a reeleição, não abriu mão. A programação da festa, que será realizada uma semana antes do Carnaval, entre os dias 29 de janeiro a 1º de fevereiro, conta com nomes de projeção nacional como a dupla sertaneja César Menotti e Fabiano, Aviões do Forró e Mastruz Com Leite.
O prefeito de Lagoa de Dentro, Fabiano Pedro (PSD), resolveu investir pesado na festa de São Sebastião, que começa na cidade este fim de semana e vai até o dia 20 com várias atrações nacionais. A festa, patrocinada pelo prefeitura, deve contar com uma mega estrutura e reunir milhares de pessoas.
O presidente do TCE-PB, Arthur Cunha Lima, disse que os alertas que são feitos, como o relativo ao São João, são remetidos diretamente para análise das contas dos prefeitos. “Porque se fizermos em separados corremos o risco de auditar sem observar esse quesito. Em tempo de crise, é preciso bom senso dos gestores”, afirma.

Fonte : ANGÉLICA NUNES/JP

Criança fica ferida após ficar com mão presa em ralo de piscina por 4h


Reprodução/Instagram/Moficorreio
Bombeiros foram ao local e quebraram a piscina
Uma menina de quatro anos de idade se feriu após passar cerca de quarto horas com uma das mãos presas em um ralo de uma piscina. O caso aconteceu na tarde desta sexta-feira (15) em um hotel da orla de João Pessoa.
De acordo com o tenente Guedes, do Batalhão de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros, a criança estava tomando banho na piscina, que era rasa, quando se aproximou do ralo e ficou presa.
“Quando chegamos ao local confirmamos a ocorrência e verificamos que o ralo estava sem proteção do sugador e isso pode ter facilitado para que a criança ficasse presa”, contou o tenente.
A menina ficou presa ao ralo da piscina por cerca de quatro horas, até que os bombeiros conseguissem, através de equipamentos, quebrar o concreto da piscina e cerrassem o cano que dava acesso ao ralo.
ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:
FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM
“A demora foi por conta do concreto da piscina. Ao conseguirmos quebrar, cerramos o cano e encaminhamos a criança ao Samu para que ela fosse levada a um hospital para a retirada do cano”, disse o tenente.
Ainda segundo o tenente, uma equipe da diretoria de atividade técnica deve vistoriar o hotel para confirmar a falta de proteção do ralo do sugador da piscina.
Ao Portal Correio, o Samu informou que a criança foi encaminhada para o Hospital de Emergência e Trauma em João Pessoa para que fosse realizado procedimento de retirada do cano.
Portal Correio tentou contato com o Trauma para saber se o cano havia sido retirado e confirmar o estado de saúde da menina, mas as ligações não foram atendidas.
Fonte  Halan Azevedo
 

Todos os Direitos Reservardos © 2014. Rádio Arara Fm