ULTIMAS NOTÍCIAS

.

.
0
Um homem foi detido na manhã deste sábado (28) durante uma operação da Polícia Militar por ser suspeito de ter envolvimento no episódio onde uma jovem de 16 anos denunciou ter sido vítima de um estupro coletivo. Desde às 7h, a ação acontecia na comunidade São José Operário, na Praça Seca, Zona Oeste do Rio.

De acordo com a PM, a operação tem como objetivo checar uma denúncia sobre o envolvimento do homem no episódio de abuso sexual que teria sido cometido por 33 homens. O suspeito foi encaminhado para a delegacia para prestar esclarecimentos. Além disso, os 70 policiais que participam da operação apreenderam drogas e dois carros roubados.

Jovem assume ter divulgado vídeo
Na noite desta sexta-feira (27) um jovem que diz ser responsável pela divulgação, na internet, das imagens da adolescente. Identificado como Raí de Souza, o rapaz, de 22 anos, não estava entre os suspeitos identificados até então pela polícia como envolvidos no caso.
Raí compareceu à Cidade da Polícia juntamente com Lucas Perdomo Duarte Santos, de 20 anos, jogador de futebol que a adolescente disse à polícia ser seu namorado e com quem ela teria saído na noite anterior ao ocorrido. Segundo o delegado, Lucas negou namorar a garota e Raí foi quem assumiu ter tido relações sexuais com ela.
O advogado que representa Lucas, Eduardo Antunes, também negou que tenha ocorrido estupro. Questionado sobre a citação no vídeo divulgado com as imagens da vítima nua e desacordada de que 30 homens teriam praticado ato sexual com ela, ele também disse se tratar de uma menção a uma música conhecida na comunidade onde o caso ocorreu.
“A questão dos 30 foi que existe um rap conhecido na comunidade que exalta um dos personagens lá do local dizendo que ‘o fulano é o cara, engravidou mais de 30’. Foi isso que me foi passado, eu não conheço o teor da música”, disse Eduardo.
Além de Raí e Lucas, o delegado Alessandro Thiers ouviu nesta sexta-feira uma garota que disse ter se relacionado sexualmente com Lucas na mesma noite e no mesmo local onde a adolescente e Raí mantiveram relações sexuais. O imóvel, que segundo o delegado é denominado como "abatedouro" [lugar usado para sexo], localizado na comunidade do Morro do Barão, na Zona Oeste do Rio, foi periciado após operação policial na tarde desta sexta.
Novos depoimentos na próxima semana
Segundo Thiers, mais três pessoas serão ouvidas na próxima semana para ajudar a polícia a esclarecer o caso. O delegado, no entanto, não disse qual seria o envolvimento dessas três pessoas e enfatizou o empenho das investigações para elucidar o estupro coletivo.

O delegado afirmou que, por enquanto, só é possível afirmar a ocorrência do crime previsto no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) para quem divulga imagens pornográficas envolvendo menores - a pena prevista nestes casos pode ser de até seis anos de prisão.

Em coletiva realizada no começo da tarde, no entanto, o chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, afirmou haver "indícios veementes" de que houve estupro. “Há indícios, veementes, de que de fato houve. Mas a polícia pode afirmar e assinar um documento dizendo que houve? Ainda não. Precisa de um resultado de um laudo, precisa do confronto do laudo com outros depoimentos que ainda não aconteceram. A presunção da polícia não se baseia em ‘ouvi dizer’. Se a polícia se baseasse nisso, três ou quatro deles já estariam mortos como foi amplamente divulgado em vários sites e redes sociais”, declarou Veloso.
 
Adolescente de 16 anos deixa o hospital Souza Aguiar com a mãe após estupro coletivo no Rio (Foto: Gabriel de Paixa/Agência O Globo)Adolescente de 16 anos deixa o hospital Souza Aguiar com a mãe após estupro coletivo no Rio (Foto: Gabriel de Paixa/Agência O Globo)

O crime
O crime ocorreu no sábado (21). Em depoimento à polícia, a adolescente disse que foi até a casa de um rapaz com quem se relacionava há três anos. Ela disse aos policiais recordar que estava a sós na casa dele e, depois, só se lembra que acordou no domingo, em uma outra casa, na mesma comunidade, cercada por 33 homens armados com fuzis e pistolas. Ela destacou que estava dopada e nua.

A jovem contou aos investigadores que foi para casa de táxi na terça-feira (24).  Ela admitiu que faz uso de drogas, mas afirmou que não utilizou nenhum entorpecente no sábado.

Na terça (24), ela descobriu que imagens suas, sem roupas e desacordada, circulavam na internet. A jovem contou ainda que voltou à comunidade para buscar o celular, que fora roubado. Um agente comunitário foi quem a acolheu, ao perceber como ela estava, e a conduziu para junto da família novamente.

Os parentes só souberam do estupro na quarta-feira (25), após tomarem conhecimento que fotos e vídeos exibindo a adolescente nua, desacordada e ferida estavam sendo compartilhados pelos agressores.

A adolescente passou por exames de corpo de delito no Instituto Médico-Legal nesta quinta (26) e foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, onde passou por exames e tomou um coquetel de medicamentos para evitar a contaminação por doenças sexualmente transmissíveis.
Fonte : G1
0

Um total de 11 mortes por já foram confirmadas como decorrentes da microcefalia e outras alterações do sistema nervoso, sugestivos de infecção congênita na Paraíba, segundo informou a Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta sexta-feira (27). Além destas, outras 10 mortes seguem sendo investigadas e três já foram descartadas como sendo decorrentes da microcefalia. As mortes foram registradas nos municípios de Sapé (2); São José do Sabugi (1); São João do Rio do Peixe (1); Santa Rita (2); Olivedos (1); Juazeirinho (1); João Pessoa (1); Conde (1) e Campina Grande (1).

O relatório da SES confirma o número de 129 casos confirmados de microcefalia divulgados na quarta-feira (25) pelo Ministério da Saúde. O Informe Epidemiológico é referente à semana 20 deste ano, até o dia 21 de maio. A contagem começou em agosto de 2015.

De outubro de 2015 a maior deste ano, foram notificados 881 casos, sendo que 439 já foram descartados - por apresentarem exames normais, ou por apresentarem microcefalia e ou malformações confirmadas por causa não infecciosas ou não se enquadrarem na definição de caso - e 313 seguem em investigação.

O novo boletim confirma 1.434 casos de microcefalia em todo o país. No total, foram notificados 7.623 casos suspeitos desde o início das investigações, em outubro de 2015, sendo que 3.257 permanecem em investigação. Outros 2.932 foram descartado.

O Ministério da Saúde ressalta que está investigando todos os casos de microcefalia e outras alterações do sistema nervoso central, informados pelos estados, e a possível relação com o vírus Zika e outras infecções congênitas. A microcefalia pode ter como causa, diversos agentes infecciosos além do Zika, como Sífilis, Toxoplasmose, Rubéola, Citomegalovírus e Herpes Viral.



Fonte : G1 PB
0

Mais 1.500 paraibanos de baixa renda terão acesso à Carteira Nacional de Habilitação de graça, por meio do Programa de Habilitação Social (PHS). A terceira edição do programa será lançada neste sábado (28) pelo governador Ricardo Coutinho, durante a última plenária do Orçamento Democrático Estadual (ODE), Ciclo 2016, marcada para as 16h, no Espaço Cultural, no bairro de Tambauzinho.

A Portaria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) que normatiza o PHS 2016 também será publicada no Diário Oficial do Estado neste sábado. Ela estabelece o período de inscrições a partir da próxima quarta-feira (dia 1º de junho), se estendendo até o dia 10 de julho deste ano, exclusivamente por meiodo site www.habilitacaosocial.pb.gov.br . 

O programa foi criado em 15 de maio de 2012, com a finalidade de possibilitar o acesso das pessoas de baixo poder aquisitivo, gratuitamente, à obtenção de Autorização para Condução de Ciclomotores (ACC) e da primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias A ou B, na hipótese de adição de categoria A ou B, bem como na mudança de categorias para C, D ou E.

Vagas - O PHS reserva 50% das vagas para inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, beneficiários ou com perfil para o Bolsa Família. As demais vagas são distribuídas da seguinte forma: 15% para pessoas com renda familiar igual ou inferior a um salário mínimo ou que estejam desempregadas; 20% para alunos matriculados ou que tenham concluído os programas Projovem e Brasil Alfabetizado; 10% para pessoas egressas e liberadas do sistema penitenciário, bem como aqueles que tenham cumprido medida socioeducativa de internação, nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente, completado ainda 18 anos de vida, e 5% para beneficiários do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

O programa dispensa o candidato à CNH do pagamento das taxas relativas aos exames de aptidão física e mental; das taxas na adição de categoria; das taxas na mudança de categoria; do pagamento da Licença para Aprendizado de Direção Veicular (LADV); das taxas para Permissão para dirigir A ou B e do pagamento de taxas para realização dos cursos teórico-técnicos e de prática de direção veicular.

Social – De acordo com a Legislação que rege a ação, o PHS é um programa social de formação, qualificação e habilitação profissional de condutores de veículos automotores, que visa contribuir com o desenvolvimento social a partir de uma perspectiva de inclusão no mercado de trabalho, além de proporcionar a regulamentação daqueles que andam irregularmente pelas vias de trânsito.É vinculado à Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social, por meio do Detran-PB, e tem como parceiras as Secretarias de Desenvolvimento Humano, da Cidadania e Administração Penitenciária, e de Educação.

Todos os Centros de Formação de Condutores (autoescolas) em funcionamento são obrigados a reservar parte das vagas para o programa. De acordo com o regulamento, 80% das vagas serão para candidatos à obtenção da primeira CNH e 20% para os candidatos à mudança de categoria. As vagas destinadas aos candidatos que se inscreverem para a primeira habilitação serão subdivididas em 70% para a categoria A (motos) e 30% para a categoria B (carros). Pelo programa, os candidatos que tiram a CNH na categoria “A” (motociclistas) recebem um capacete, como forma de incentivo ao uso do equipamento de segurança.

Seleção –Os candidatos inscritos pelo site serão selecionados de acordo com a distribuição e a destinação das vagas, obedecendo os termos previstos no edital. A divulgação dos resultados será publicada no Diário Oficial do Estado e no site www.habilitacaosocial.pb.gov.br, sendo divididos por região geoadministrativa, de modo que o programa contemple candidatos em todos os municípios paraibanos.

Os selecionados deverão comprovar os dados cadastrais mediante apresentação de documentos. Aqueles que não comprovarem a veracidade das informações prestadas durante a inscrição “online” serão eliminados e substituídos por candidatos inscritos dentro do prazo legal e que constarão no cadastro de reserva.

O superintendente do Detran-PB,Aristeu Chaves, avalia que o programa garante ao cidadão de baixa renda ou desempregado o direito à inclusão social e a vagas no mercado de trabalho, sendo uma das maiores ações já lançadas na Paraíba, especialmente neste momento de crise. Ele explica que toda a fase de análise da documentação, após as inscrições “online”, será coordenada pela Secretaria do Desenvolvimento Humano, que é parceira do Detran na execução do programa.

Hoje o custo da CNH passa de R$ 1 mil. Pelo programa, o Governo do Estado dispensa o pagamento de taxas e assume os custos cobrados pelos Centros de Formação de Condutores credenciados.Quando o PHS foi lançado o Governo do Estado abriu 3 mil vagas. Na ocasião, foram inscritos mais de 102 mil candidatos. Na segunda edição foram 42 mil.



Fonte : 
Portal Arara com Assessoria
0

Os números oficiais mostram que, por dia, em média, 272 pessoas procuraram atendimento médico por causa de sintomas das doenças do Aedes aegypti, na Paraíba. Na Paraíba, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) confirmou um paciente com duas das doenças, ao mesmo tempo. Mas pode haver outros casos.

Uma grande parcela dos doentes não procura os serviços de saúde. A descrença e a espera nos serviços de saúde fazem com que muitos doentes se automediquem, gerando uma subnotificação nas estatísticas.

Um caso de dupla infecção por dengue e chikungunya foi identificado na Paraíba. Para a gerente operacional de vigilância epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde, Izabel Sarmento, isso não significa agravo da doença. “A resposta imunológica do paciente é que determina se pode agravar ou não se tiver duas. O paciente respondeu bem, foi tratado e já recebeu alta. Não há interação medicamentosa porque o tratamento é o mesmo. Isso pode estar acontecendo e a gente nem saber. Do 8º ao 15º dia não se faz mais coleta para chikungunya, porque não se identifica mais o vírus.

O tempo de cada vírus para o exame é diferente e atrapalha diagnóstico”. Segundo Izabel, o Lacen faz o exame para dengue, em caso negativo, é feito para chikungunya e, com mais uma negativa, pode ser encerrado em zika, já que a produção dos kits não é suficiente a demanda. 



Fonte : PB Agora
0

A Paraíba perdeu 16.468 postos de trabalho nos últimos 12 meses, o que representa uma queda acumulada de 3,93%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (25) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. Só em abril, foram 1.054 empregos formais a menos no estado, o terceiro pior resultado para o mês na série histórica, desde 2003.
Nos quatro primeiros meses de 2016, o Caged registrou queda de 11.159 postos de trabalho com carteira assinada, o que representa uma diminuição de 2,70%.
De acordo com o levantamento, os setores que mais demitiram na Paraíba em abril foram comércio (657 demissões), construção civil (283), agropecuária (231) e indústria de transformação (178).
Brasil
No Brasil, foram 62.844 vagas de trabalho fechadas em abril, segundo dados do Caged. O comércio também lidera no número de demissões no país, com 30.507 demissões, seguido pela construção civil, que registrou 16.036 vagas fechadas.
Em apenas seis estados houve aumento do emprego formal em abril deste ano: Goiás (5.170), Minas Gerais (3.886); Distrito Federal (1.202); Mato Grosso do Sul (919); Espírito Santo (466) e Amapá (50).
Divulgado desde 1992, o Caged registra as contratações e as demissões em empregos com carteira assinada com base em declarações enviadas pelos empregadores ao Ministério do Trabalho.



Fonte : Portal  Correio

0

Na cidade de Arara está cada dia mais perigoso andar a noite, sai pra passear ou mesmo quere comer aquela pizza com amigos e familiares, a audácia dos bandidos em fazer assaltos chegou ao cumulo de não teme mais ninguém.

Segundo relatos de varias pessoas nas redes sociais, nesta quinta-feira dia 27 de Maio feriadão onde varias pessoas aproveitam a noite foram surpreendidos pela ação dos meliantes. Os moradores de Arara relatam nessas redes sócias que dois homens em um moto realizaram um arrastão em um pizzaria,no quiosque e em frente um salão de beleza,levando das pessoas celulares,carteiras e vários pertences pessoais.

Preocupado com a situação que se encontra a cidade de Arara na questão de segurança o pároco da cidade Padre Gaspar Rafael realizará uma reunião nesta sexta-feira às 19 horas no salão paroquial para tratar de assuntos de segurança, o mesmo faz o convite as autoridades, comerciantes e o povo em geral a participar.





Fonte : Portal Arara
0

Os dias dos moradores do município de Arara já não são mais os mesmo de antes, considera uma cidade pacata e ótima de se viver, hoje a realidade é totalmente diferente. A cada dia a violência e o uso de substancias proibidas ficam mais constante entre os moradores desta pequena cidade da Paraiba.

Casos de roubo de motos e celulares vêm acontecendo em todo o município, não tem limites a audácia dos meliantes, que procuram agi sempre em lugares estratégico da zona rural, ou à noite nas ruas da cidade.

Nesta quarta-feira à noite em Arara mais uma moto foi roubada, segundo informações que circulam nas redes sociais dois elementos armados que estavam em uma Honda 150c vermelha roubaram uma Honda Broz de cor preta, e a carteira de um jovem tomando destino ignorado.

Outra também de Arara ocorrida ontem foi relatada a reportagem do Portal Arara por alguns motoxistas da cidade que ao fazerem algumas corridas para a zona rural de Arara mais precisamente na estrada que fica na saída da rua bela vista destino sitia Araçá, foram surpreendidos por bandidos que fizeram um pequeno arrastão roubando o dinheiro de quem por essa estrada passa-se.

Antes cidade Pacata, hoje Arara não é mais a mesma.





Fonte : Portal Arara
0



Denúncias de vereadores levaram o ministério publico federal a investigar irregularidades ocorridas na cidade de Arara.

Bruno Barros de Assunção,procurador da republica,converteu o procedimento preparatório em enquerito,instaurado a partir de representação formulada por vereadores os quais noticiaram suposta irregularidade na execução do convênio de R$ 800 mil para melhorias sanitarias domiciliares.

“A instauração de inquérito civil deve-se a necessidade de aprofundamento das investigações,em razão dos indícios de conluio no procedimento licitátorio e de malversação dos recursos públicos federais envolvidos,conforme decisão do mérito em anexo “,justifica o procurador.





Fonte : Portal Arara com Informações Jornal da Paraíba