Rádio Arara FM - ZYL 735 - 87,9 MHz

Últimas Notícias

Comércio pode funcionar normalmente no período do Carnaval

Written By Sejam bem vindos à Rádio Arara FM on segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015 | 08:31

Carnaval-e-FeriadoOs dias 16, 17 e 18 de fevereiro, respectivamente, segunda, terça e quarta-feira, que correspondem ao período de Carnaval em 2015, não são considerados feriados para o trabalho. O comércio, portanto, pode funcionar nos seus horários normais e os valores pagos aos trabalhadores não mudam em relação aos demais dias de trabalho.
O Carnaval é considerado, por lei, um dia normal de trabalho, segundo o presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Campina Grande e Região, José do Nascimento Coelho, que também é secretário geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), entretanto, lembra o sindicalista, por questões culturais, muitos estabelecimentos optam por fechar e dispensar seus funcionários.
Como não existe impedimento legal proibindo ou restringindo o funcionamento do comércio neste período, conforme Coelho, aqueles que desejarem abrir as portas de suas empresas podem pagar o funcionário como um dia normal de trabalho, respeitando os direitos dos trabalhadores.
De acordo com a legislação, o sábado e o domingo que antecedem a data também são considerados fim de semana normal. O mesmo acontece em relação à segunda-feira e à terça-feira, sob o ponto de vista jurídico.
Por se tratar de uma tradição, algumas lojas funcionam no período em horários diferenciados. O Partage Shopping, localizado na avenida Severino Bezerra Cabral, bairro de Catolé,  funcionará normalmente neste sábado, 14, das 10h às 22h, e no domingo, 15, das 14h às 20h. Na segunda e terça feira, Hiper Bompreço, Marisa e Riachuelo vão abrir normalmente e a praça de alimentação funciona das 11h às 20h. Na quarta, o shopping reabre a partir do meio dia.
Fonte: Assessoria

Taxa de homicídios tem elevação de 131% em 13 anos na Paraíba

homicídioAinda era de manhã quando Ruan Paulino da Silva, de 11 anos, saiu de casa para fazer trabalhos de frete próximo a um mercadinho do bairro Funcionários IV, em João Pessoa. Sua mãe, acostumada com as saídas rotineiras do menino, não pensou que seria a última vez que veria o filho, e disse um simples “vai com Deus, filho”. Naquele dia, 11 de setembro de 2014, o pequeno Ruan foi torturado e morto. Agora ele faz parte da estatística que contabiliza um total de 1.513 homicídios ocorridos somente no ano passado na Paraíba.
Se extrairmos esse número de homicídios registrados no Estado no ano passado e fizermos uma análise com base no total da população da Paraíba, de aproximadamente 3,9 milhões de pessoas, observamos que, em cada grupo de 100 mil pessoas, 39 foram mortas violentamente no Estado. O número se torna alarmante e demonstra um grande crescimento da violência se olharmos os crimes deste tipo registrados, por exemplo, em 2002, há pouco mais de uma década.
Naquele ano, 607 pessoas foram assassinadas, o que, se comparado com a média populacional daquele período, vê-se uma média de 16,88 mortes a cada grupo de 100 mil pessoas na Paraíba. O aumento, tendo em vista esse período de recorte, chega a 131% no total de crimes violentos letais intencionais entre 2002 e 2014.
Esse aumento vertiginoso encobre a pequena retração nos crimes violentos letais intencionais que vêm ocorrendo no Estado nos últimos quatro anos. Para se ter uma noção, do ano passado para o anterior a redução foi de apenas 1,56% no número de homicídios no Estado (2013 foram registrados 1.537 homicídios. Em 2014, 1.513).
Conforme especialistas, nesse ritmo de redução, seriam necessários pelo menos mais 20 anos para fazer com que esse quantitativo voltasse para o que se observava em 2002.
O cálculo da média de homicídios por grupos de 100 mil habitantes foi feito pelo coordenador da pós-graduação em estatística da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), João Agnaldo do Nascimento, a pedido do JORNAL DA PARAÍBA. A metodologia de calcular a taxa por grupo de 100 mil habitantes é usada em vários indicadores do IBGE, da ONU ou do Ministério da Saúde.
O especialista analisou a evolução da criminalidade no Estado tomando por base os números de homicídios divulgados pela Secretaria de Segurança e da Defesa Social (Seds) da Paraíba e o quantitativo populacional disponibilizado a cada ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De posse desses números, ele extraiu o índice de homicídios a cada grupo de 100 mil habitantes, fazendo uma projeção estatística de crescimento ano a ano.
Fonte: jornaldaparaiba

Carnaval em Bananeiras reúne tradição e alegria

carnavalQuem escolheu uma cidade do interior do estado para ficar durante o carnaval não deixou de viver o clima de festa do maior festejo popular do País. Principalmente quem optou por em Bananeiras, no brejo da Paraíba.
O domingo de carnaval em Bananeiras-PB, foi marcado pela saída de vários blocos carnavalescos pelo centro da cidade. A tradição e a alegria dos foliões contagiaram a todos. O carnaval tradição que tem sido resgatado atrai a atenção dos Bananeirenses e mais ainda dos visitantes que procuram a cidade como destino para o carnaval.
Pessoas de várias idades saíram às Ruas com suas fantasias e se juntaram aos blocos de Rua, ao som da Orquestra Alma Latina.
Este ano, mais uma vez os foliões tiveram o apoio da Prefeitura, através da Secretaria de Cultura e Turismo. Os blocos voltarão a sair nesta segunda às 15h00.
O evento conta ainda com o apoio de empresários do município.
Fonte: Assessoria

Mulher grávida de cinco meses perde bebê ao ser espancada durante assalto em João Pessoa

sireneUma mulher grávida de cinco meses perdeu o bebê ao ser espancada durante um assalto ocorrido neste final de semana em João Pessoa. O fato aconteceu no conjunto Castelo Branco.
De acordo com a polícia, a mulher estava a caminho de casa quando foi abordada por um homem que, simulando está armado com um revólver, anunciou o assalto.
A vítima não esboçou qualquer reação e de imediato entregou a sua bolsa onde estavam vários pertences. Mesmo assim, o assaltante passou a lhe espancar e deu vários chutes na barriga dela.
Os moradores escutaram os gritos de socorro da mulher e quando chegaram na rua viram a mulher sendo espancada. Assustado o homem saiu correndo e a polícia foi acionada.
Policiais do Batalhão Ambiental foram acionados, entraram no mangue e conseguiram prender o acusado.
A mulher foi socorrida para a maternidade Cândida Vargas onde recebeu atendimento médico, mas o bebê acabou falecendo.
Paulo Cosme

Segundo vereador prefeitura de Arara está jogando dinheiro no rio

Written By Sejam bem vindos à Rádio Arara FM on sábado, 7 de fevereiro de 2015 | 10:57

O vereador da cidade de Arara Ednaldo Fernandes o Naldo do PT vem colocando em sua pagina no Facebook um balaço das obras inacabadas e algumas em construção no município de Arara. Segundo ele a construção de uma nova escola na cidade é dinheiro jogado no rio,veja o texto abaixo que foi publicado no facebook do vereador :

DINHEIRO JOGADO NO RIO!

A prefeitura de Arara está construindo uma escola no valor de R$ 557.813,55 por meio de um convênio com o governo do estado, até aí tudo bem, mesmo sabendo que o que não falta em nossa cidade é obra iniciada, poderia ser uma conquista importante para a nossa população. O problema é que a referida obra está sendo construídas as margens do rio. Todos os anos em que chove acima da média em nossa região, estão área fica totalmente inundada. Se o ex-prefeito “jogou muito dinheiro no mato" deixando tantas obras inacabadas a exemplo de Lagoa de tratamento de esgoto, creche, quadra, abastecimento de água, portais, etc. (tudo virou mato). O atual gestor resolveu fazer diferente, ou seja, jogar dinheiro no rio. Estamos levando essa discussão pra Câmara Municipal. O dinheiro é público e deve ser bem aplicado.




Fonte: Facebook do Vereador Naldo com Portal Arara

Três carros batem, um pega fogo e pelo menos uma pessoa fica ferida, na Paraíba

carros-fogosUma batida entre três veículos deixou um deles completamente destruído após pegar fogo. O acidente aconteceu na altura do quilômetro 61 da BR-101, que liga Mamanguape a João Pessoa na tarde desta sexta (6), e deixou pelo menos uma pessoa ferida.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, a Polícia Rodoviária Federal socorreu o condutor, de 31 anos, que dirigia o carro carbonizado; entre os três veículos, uma pick-up da concessionária de energia elétrica, a Energisa.
O homem foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma da Capital, onde
segundo boletim médico, passou por procedimentos médicos de emergência e segue em atendimento. O quadro clínico dele é regular.
Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, não há informações sobre o estado de saúde dos ocupantes dos outros carros envolvidos.
PRF socorreu vítimaReprodução/ Instagram/ Emerson Machado PRF socorreu vítima
Fonte: Portal Correio

Aneel aumenta em até 83% os valores da bandeira tarifária

energiaA Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou proposta que aumenta em até 83% os valores da recém-criada bandeira tarifária que, desde 1º de janeiro vem sendo cobrada nas contas de luz para repassar ao consumidor o aumento de custos de geração para o setor de energia elétrica.
Com isso, os preços para a bandeira amarela passarão dos atuais R$ 1,50 por 100 quilowatts-hora (kWh) para R$ 2,50 – aumento de 67%. No caso da bandeira vermelha, a tarifa passará de R$ 3 para R$ 5,50: aumento de 87%. Não há cobrança no caso da bandeira verde. Consumidores do Amazonas, do Amapá e de Roraima também não pagam a taxa.
Por meio da bandeira tarifária, que adota as cores verde, amarelo e vermelho, o consumidor pode saber, a cada mês, se está pagando mais caro pela energia que gasta.
A proposta será discutida em audiências públicas previstas para o período de 9 a 20 de fevereiro na Aneel. Caso não haja alteração no texto, os novos valores começarão a vigorar a partir de 1º de março.
Fonte: Agência Brasil

Petrobras não é ‘vergonha’ para o Brasil, diz Dilma

dilmaA presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula usaram os discursos na reunião do diretório nacional para comemorar os 35 anos de PT para sair em defesa da Petrobras. Enquanto Dilma afirmou não ser possível aceitar que se coloque a estatal como vergonha para o país, Lula foi mais veemente, criticando a administração do PSDB até 2002 e a imprensa.
“Temos que fazer isso sem diminuir a importância dela para o presente e para o futuro do País. Não podemos aceitar que alguns tentem colocar a Petrobras como uma vergonha para o Brasil”, disse Dilma. Durante o discurso, ela repetiu a posição dada a ministros e reforçada na mensagem presidencial encaminhada ao Congresso. Para ela, é preciso travar a “batalha da comunicação”. “Nós devemos enfrentar o desconhecimento e a desinformação sem tréguas. A luta deve continuar”, afirmou.
Segundo a presidenta, é preciso apurar e punir aqueles considerados culpados pela Justiça e evitar novas irregularidades. Já Lula disparou contra o PSDB. Para o ex-presidente, foi o governo tucano que tentou destruir a estatal. “A verdade é que foi o governo deles que tentou destruir a Petrobras. E foi o nosso governo que a resgatou e retomou os investimentos que levaram à descoberta do pré-sal e fizeram da Petrobras a maior produtora mundial de petróleo entre as empresas de capital aberto”, disse.
Ele ainda questionou o fato de a imprensa focar mais no PT do que nos outros partidos também citados na Operação Lava Jato, como PP e PMDB. “O critério da mídia é a criminalização do PT desde que chegamos ao poder. Não importa se é verdade ou mentira”, afirmou. Segundo ele, havia corrupção nos contratos assinados pelo PSDB e “isso nunca foi investigado”. “A verdade é que, apesar de todo o alarido, não há nenhuma prova contra o PT nesse processo, nenhuma doação ilegal, nenhum desvio para o partido. Nada!”, defendeu.
Ajustes
Dilma defendeu também os ajustes fiscais anunciados pelo governo recentemente. “Nós estamos diante da necessidade de promover o reequilibro fiscal para promover o crescimento da economia o mais rápido possível. Nos não fazemos reequilíbrio por fazer. Só fazemos para garantir emprego e renda”, disse.
Dilma discursou durante evento comemorativo dos 35 anos do PT. Ela atribuiu a necessidade desses ajustes a dois “choques”. Um deles, segundo ela, tem relação com a crise internacional que deixou o Japão e a Europa estagnados. O outro, a seca, com consequência na agricultura e na produção de energia elétrica.
O evento e a participação da presidenta se dá em meio à troca de presidência da Petrobras, em virtude das denúncias de corrupção envolvendo funcionários da estatal. Na última terça-feira (3), os rumores sobre a saída de Graça Foster da presidência da estatal ganharam força. No dia seguinte, a notícia foi oficializada. No início da tarde desta sexta-feira, a empresa anunciou o nome de Aldemir Bendine para o lugar de Graça.
As investigações da Justiça continuam e novos fatos vão surgindo. Ontem, o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco disse, em depoimento de delação premiada firmado com o Ministério Público Federal (MPF), que o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, recebeu propina em nome do partido em 90 contratos da Petrobras.
Fonte: Congresso em Foco 
 

Todos os Direitos Reservardos © 2014. Rádio Arara FM - ZYL 735 - 87,9 MHz