Rádio Arara FM - ZYL 735 - 87,9 MHz

Últimas Notícias

Prefeitura de Queimadas, PB, inicia inscrição de concurso com 182 vagas

Written By Sejam bem vindos à Rádio Arara FM on segunda-feira, 17 de novembro de 2014 | 03:34

concursoA prefeitura de Queimadas, no Agreste da Paraíba, inicia nesta (17) as inscrições para o concurso com 182 vagas. As inscrições podem ser feitas pela internet e as taxas custam R$ 50 para cargos de nível fundamental (completo ou incompleto); R$ 70 para cargos de nível médio ou técnico e R$ 100 para cargos de nível superior. Os interessados têm até o dia 18 de dezembro para se inscrever.
Veja aqui o edital.
Há vagas para candidatos com todos os níveis de escolaridade. Inicialmente, a prefeitura do município havia informado que a previsão era que fossem oferecidas 186 vagas, no entanto, com a publicação do edital, o número total de vagas foi reduzido para 182. Do total de postos, 24 são reservados para pessoas com deficiência.
Os salários variam de R$ 724,00 a R$ 7.643, a depender do cargo escolhido. A maioria das vagas é para cargos nas áreas de saúde e educação, mas também há oportunidades para agentes administrativos, motoristas, vigilantes e auxiliar de serviços gerais.
Conforme o edital, as provas objetivas vão acontecer no dia 25 de janeiro de 2015. No caso das vagas para professor, também haverá prova de títulos. A previsão é que o resultado final do concurso seja publicado no dia 20 de abril de 2015. O concurso terá validade de dois anos a contar da data da homoloigação do resultado, prorrogável por mais dois anos.
Fonte: G1

Prefeito de Mari anuncia antecipação de décimo terceiro e fala sobre a realização de concurso público

marcosO prefeito de Mari, Marcos Martins participou na tarde do dia 13, no assentamento Tiradentes, da conferência municipal da educação. Durante o evento ele anunciou a antecipação do décimo terceiro salário para os professores e servidores da educação.
Martins também falou da realização do concurso público municipal. “participei agora da abertura da conferência municipal da educação, evento muito importante para a educação de Mari e aproveitei para dar essa notícia agradável, que foi a de anteciparmos o pagamento do décimo terceiro salário dos professores e servidores da educação para novembro, junto com o salário do mês para que todos possam programar melhor a sua festa natalina de 2014. Vamos pagar o 13º salário da educação esse mês, graças a organização financeira da prefeitura municipal”, disse o prefeito, que confirmou o concurso público e o número de vagas. “Concurso público: nosso município já está na fase final da elaboração das vagas do concurso público. Estamos planejando esse concurso público para 150 vagas em diversas áreas.
No projeto de Lei que enviei a Câmara Municipal e que foi aprovado, colocamos mais vagas e funções e melhoramos a legislação existente, já que em nosso município tinha uma coxa de retalhos com relação as leis, em trono de de leis criando cargos e vagas e conseguimos fazer uma lei única para essa questão, nos programando para o futuro.
Hoje existe uma lei só para a parte da organização administrativa do nosso município. O edital está fase de elaboração e acredito que na próxima semana ele será liberado para as empresas interessadas em realizar esse concurso oferecerem as propostas. O concurso está autorizado, agora existe todo um trâmite legal, mas em breve estaremos abrindo as inscrições desse concurso”.
  
Fonte: codecom – Prefeitura de Mari

Varejo da Paraíba registra maior crescimento do Nordeste

comercioO volume de vendas no varejo paraibano reagiu em setembro e apresentou a maior taxa de crescimento na Região do Nordeste, segundo informou a Pesquisa Mensal do Comércio do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nessa sexta-feira (14). Em setembro, o comércio no Estado registrou alta de 5,6% sobre igual mês do ano passado. Ao lado de Sergipe, a Paraíba liderou a expansão do mês na Região.
De agosto para setembro, o volume de vendas da Paraíba manteve alta pelo segundo mês consecutivo (0,5%), enquanto o país registrou crescimento de 0,4%. Dos nove Estados do Nordeste, quatro apresentaram queda nas vendas sobre o mês anterior: Bahia (-1%), Maranhão (-0,9%), Alagoas (-0,4%) e o Piauí (-0,3%).
Segundo dados do IBGE, o resultado positivo do comércio em relação a agosto foi influenciado por altas em cinco das dez atividades pesquisadas. A maior taxa foi registrada no segmento de móveis e eletrodomésticos. Também puxaram para cima os resultados de outros artigos de uso pessoal, que engloba lojas de artigos esportivos e de brinquedos, por exemplo — e combustíveis.
No cenário nacional, a Paraíba ao lado dos Estados do Norte: Acre (20,6%), de Roraima (14,3%), de Rondônia (13,3%) e Amapá (9,4%) apresentaram os maiores resultados em setembro. No acumulado de janeiro a setembro, a Paraíba subiu de 2,9%, até agosto, para 3,2%, em setembro, ficando novamente acima da média nacional (2,6%).
Taxa de crescimento do varejo no NE em setembro das Unidades da Federação e Taxa de crescimento:
PARAÍBA – 5,6%
Sergipe – 5,6%
Maranhão – 4,7%
Ceará – 3,7%
Piauí – 3,1%
Bahia – 2,8%
Rio G. do Norte – 1,7%
Alagoas – 0,5%
Pernambuco – 0,3%.

Poderes querem repasse de mais R$ 235 milhões para 2015

dinheiroA mudança das regras no repasse do duodécimo dos poderes gerou uma disputa judicial e a suspensão do processo de votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2015 na Assembleia Legislativa. O impasse começou a partir de uma emenda que alterou a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) no tocante aos critérios para elaboração das propostas orçamentárias. A regra que passou a valer a partir dessa emenda estabelece o percentual de participação de cada poder no orçamento inicial de 2010, que será aplicado em relação à receita corrente líquida estimada para 2015, da ordem de R$ 8,385 bilhões. Nos anos anteriores (2012, 2013 e 2014) o que vigorou foi o repasse da inflação medido pelo IPCA (Índice de Preço ao Consumidor Amplo).
Pelas novas regras, o Tribunal de Justiça, que em 2010 teve uma participação de 6,95% na receita corrente líquida, terá um orçamento de R$ 588.894.332,00 em 2015. A Assembleia Legislativa, com 3,61% de participação na RCL, terá um orçamento de R$ 298.339.000,00. Já o Ministério Público ficará com R$ 236.397.556,00; o Tribunal de Contas com R$ 137.211.000,00; e a Defensoria Pública com R$ 90.561.196,00.
Na prática, os poderes terão um acréscimo de R$ 235 milhões nos seus orçamentos em 2015. Os recursos foram assegurados por força da lei nº 10.339, de 15 de setembro de 2014, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária para o exercício de 2015. O texto modificou a proposta enviada à Assembleia Legislativa pelo governador Ricardo Coutinho, que adotava como parâmetro para o reajuste do orçamento dos poderes os montantes empenhados em 2013, corrigidos pelo dobro da inflação daquele ano.
Para o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, o Poder Executivo não terá como cumprir as novas regras.
“Eu entendo que a fixação dos índices da forma como foi feita é inconstitucional. Primeiro, porque a iniciativa tem que ser do Executivo. O segundo aspecto é que ela fere frontalmente o artigo 167 da Constituição Federal, que veda a vinculação para efeito de remuneração de pessoal ou qualquer outra forma de transferência de recurso à receita corrente líquida”.
As mudanças já estão sendo objeto de questionamento na ação que tramita no Tribunal de Justiça. A judicialização envolvendo o repasse do duodécimo partiu do procurador-geral de Justiça Bertrand Asfora, que ingressou com um mandado de segurança pedindo a suspensão da tramitação da LOA 2015 na Assembleia Legislativa, até que o governador Ricardo Coutinho refaça os valores a que cada poder tem direito em 2015 de acordo com a lei em vigor.
A proposta do governo, que foi rejeitada pelo Legislativo, apresentava os seguintes valores orçamentários de cada poder: Tribunal de Justiça (R$ 486.761.791,00), Assembleia Legislativa (R$ 257.260.710,00), Ministério Público (R$ 199.140.627,00), Tribunal de Contas (R$ 115.124.675,00) e Defensoria Pública (R$ 57.702.328,00).
MP questiona redução
Na ação impetrada no TJPB, o Ministério Público Estadual (MPPB) alega que o governador Ricardo Coutinho não poderia alterar as propostas orçamentárias dos outros poderes. “Não compete ao Poder Executivo realizar juízo de valor sobre o montante ou impacto financeiro da proposta apresentada pelo Ministério Público ou qualquer das demais instituições ou poderes. Seu papel constitucional limita-se à consolidação das propostas enviadas e ao encaminhamento destas ao Poder Legislativo, sob pena de ferir a autonomia administrativa e financeira da instituição”, destaca o documento.

O governo já está decidido que se perder na Justiça da Paraíba irá recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para fazer valer as regras que estavam sendo adotadas durante a gestão do governador Ricardo Coutinho. “O ideal é que essa discussão estivesse sendo feita no âmbito do Supremo. Como o mandado de segurança foi interposto aqui, eu não posso recorrer para o Supremo até que se esgote a instância do Tribunal de Justiça. Se o Estado perder, o caminho é ir para o Supremo”, afirmou o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro.
Mérito da ação ainda será julgado no TJPB
A Justiça ainda não julgou o mérito da questão. O que existe é uma medida liminar concedida pelo juiz Marcos William suspendendo a tramitação da LOA na Assembleia Legislativa, atendendo a um pedido do Ministério Público Estadual. O órgão, inclusive, entrou com um agravo questionando o fato de o magistrado não ter fixado um prazo para o governador Ricardo Coutinho enviar um novo projeto à Assembleia Legislativa com os novos valores fixados pela LDO. O Estado também recorreu, mas para questionar a interferência do Judiciário no processo de votação da Lei Orçamentária.
Na liminar concedida, o juiz Marcos William lembra que o governo da Paraíba, em ano anterior, “já sofreu censura do Supremo Tribunal Federal”, por fazer alterações na proposta orçamentária da Defensoria Pública. Em seu despacho, ele destacou vários precedentes do STF sobre a matéria, a exemplo de um caso do Mato Grosso, que envolveu a redução no repasse do duodécimo do Poder Judiciário daquele Estado.
Fonte: JP

Cia. FascinArt da cidade de Solânea fará encerramento do espetáculo Cordel do Vento neste final de semana

O Cordel do Vento encerramentoNeste Sábado dia 15 de novembro de 2014, a Cia. Artística FascinART da cidade de Solânea, estará fazendo apresentação do seu espetáculo Cordel do Vento, às 19:30 no Cine Teatro da cidade.

A peça conta a história de uma cidadezinha do interior profundo do nordeste brasileiro, que é agitada pela misteriosa chegada de uma cega, ela vai revelar todas as falcatruas e presepadas dos habitantes deste lugar. Beatas para lá de fofoqueiras, delegado donzelo, padre safado, coroinha afeminado, bêbedo, cabras do sertão e entre outros, onde destaca-se a presença da figura do vento, que lança seus encantos para uma jovem chamada Maria Vitória. Deus vai intervir nas confusões desse povo e até Santo Antônio vai se dar mal….

A três anos o espetáculo está circulando pelos diversos cantos do Brasil e, neste sábado, chegará ao seu fim, como afirmou o presidente da cia. e diretor do espetáculo Tiago Salvador, “São três anos com este trabalho que levou diversão, reflexão com base na nossa cultura popular, iremos agora montar um novo espetáculo e em breve novas surpresas virão”, disse.
O Espetáculo deste sábado conta com o apoio cultural da prefeitura Municipal de Solânea, através da Diretoria de Cultura e da Radio Correio da Serra FM 100,3. Conta também com o patrocínio do Supermercado Central da Economia, CCAA Inglês e Espanhol em Solânea e da Clínica Ortodental.

SERVIÇOS:
O QUE: Espetáculo de teatro “Cordel do Vento”;
QUANDO: Dia 15 de novembro (Sábado)
HORARIO: Às 19:30.
Fonte: Focando a Notícia

Luiz Couto pede que CNJ investigue caso da agente de trânsito condenada a indenizar juiz

LUIZ COUTOO deputado Luiz Couto (PT-PB) pediu, da tribuna da Câmara Federal, que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) investigue o caso da agente do DETRAN do Rio de Janeiro, Luciana Silva Tamburini, condenada a pagar uma indenização de R$ 5 mil ao juiz João Carlos de Souza Correia, e analise se houve erro por parte da Justiça.

Couto relatou, com base nos noticiários, que numa blitz da lei seca a agente de trânsito parou o juiz de direito e constatou que ele conduzia um veículo sem placa, não tinha carteira de habilitação e nem portava documentos do carro.

“Cumprindo a lei, a agente comunicou que o automóvel teria que ser removido para o pátio do DETRAN. Foi quando o magistrado chamou um policial militar e lhe deu voz de prisão. Luciana Tamborini disse que ele não era Deus para prendê-la sem que estivesse cometendo algum delito. Depois do ocorrido, ela entrou com uma ação contra João Carlos e no final foi condenada por abuso de poder”.

Após prestar solidariedade a agente do Detran, Luiz Couto disse enxergar um erro no ocorrido e acrescentou: “fico pensando como seria se todos aqueles que obtêm um cargo ou uma função publica fossem liberados de penalidades por não estarem andando conforme diz a lei? Tenho certeza que este país não estaria cumprindo sua obrigação diante dos deveres jurídicos, sociais e humanos”.

“Não sou magistrado que detém a função de aplicar o que pede a Legislação, mas faço parte, nesta Casa, dos que fazem as leis e neste sentido não vejo nenhuma ação grave por parte da agente Luciana que, como afirma em sua entrevista, estava apenas cumprindo o que diz a Legislação de Transito”, complementou. 
Fonte: Ascom do Dep. Luiz Couto

‘O Enem não será cancelado’, diz presidente do Inep

enem-2014O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), José Francisco Soares, descartou, em Fortaleza, o cancelamento do Enem 2014 por causa de fraudes e suposto vazamento. “Está completamente fora de cogitação”, disse. “Não há nada que nos leve a essa direção”, afirmou.
Segundo ele, o Inep decidirá os procedimentos quanto ao suposto vazamento após o fim da investigação da Polícia Federal do Piauí. ”No nosso caso temos de esperar essa investigação para, então, procedermos a ação [...]. O Enem não será cancelado. Estamos aqui diante de um fato completamente isolado que a policia está investigando [...]. A isonomia será garantida a partir das informações que a polícia nos fornecer. É perfeitamente possível encontrar maneiras de restaurar uma isonomia em um evento localizado”, disse.
Operação Apollo
Na manhã desta sexta-feira (14), Soares participou da apresentação do resultado da operação Apollo, da Polícia Federal, que prendeu quatro pessoas nesta manhã por fraude no Enem 2014. Duas prisões foram efetuadas em Juazeiro do Norte, no Cariri cearense, e duas na Paraíba. Foram cumpridos sete mandados de busca em Juazeiro do Norte, quatro na Paraíba e um no Piauí.
Os quatro presos estão envolvidos na cooptação de canditados interessados em partipar do esquema de fraude e de pessoas para fazer o teste e passar o gabarito das questões durante a prova, segundo a Polícia Federal. Considerando dois flagrantes de pessoas repassando ”cola” pelo celular na prova do Enem de sábado (8), são seis prisões relativas ao Enem 2014, dentro desta mesma investigação. As fraudes beneficiam principalmente candidatos interessados em ingressar em medicina em universidades públicas.
Suposto vazamento
Responsável pela segurança do Enem no Ceará, a delegada Andréa Karine afirmou que as prisões não têm relação com os vazamentos denunciados por alunos no Piauí e Ceará. “Não temos elementos que mostrem conexão entre os dois casos”, disse. Três alunos do Ceará disseram nesta quinta-feira (13) que também receberam antecipadamente o tema da redação do Enem 2014. Eles conversaram com o G1 e informaram que mensagens pelo celular com o tema “Publicidade Infantil no Brasil” foram enviadas a eles, de forma similar ao que ocorreu com  estudantes do Piauí.  No Piauí, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal no Piauí (MPF-PI) abriram inquérito para investigar o caso. No Ceará, até a manhã desta sexta não havia denúncias do gênero na Polícia
Prisões no sábado
No domingo (9), a Polícia Federal divulgou ter prendido duas pessoas suspeitas de passar o gabarito do exame em mensagens no celular em Juazeiro do Norte na prova do Enem  de sábado (8). Elas foram autuadas pelo crime de fraude em concurso de interesse público.
Os candidatos presos se inscreveram com sabatistas, que fazem o exame em horário diferenciado. “Eles foram presos com os gabaritos das provas nos celulares. Ainda não podemos saber como eles tiveram acesso, estamos no começo da investigação”, disse, neste fim de semana, a delegada da Polícia Federal Andréia. Os presos foram liberados após pagamento de fiança no valor de R$ 6 mil e vão aguardar o julgamento.
Vazamento na edição 2011
Em 2011, uma escola privada de Fortaleza teve acesso antecipado a 16 questões do Enem, que foram compartilhadas entre os alunos. Os candidatos que tiveram acesso prévio tiveram as questões anuladas.
Na época, o Ministério Público Federal chegou a pedir a anulação da prova, mas a Justiça não deu decisão favorável ao procurador Oscar Costa Filho.
Fonte: G1

agepa anuncia racionamento em Campina Grande e outras oito cidades; moradores ficarão 36h sem água

Written By Sejam bem vindos à Rádio Arara FM on quarta-feira, 12 de novembro de 2014 | 04:15

143305,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0O racionamento de água em Campina Grande e mais oito cidades abastecidas pelo açude Epitácio Pessoa (o Boqueirão) começará no dia 6 de dezembro às 17h. O anúncio foi feito na manhã dessa terça-feira (11) pelo diretor-presidente da Cagepa, Deusdete Queiroga, durante uma sessão na Câmara Municipal de Campina Grande.
Ele explicou que, inicialmente, o fornecimento de água  será suspenso às 17h do sábado e retomado às 5h da segunda-feira, nesses nove municípios. Ele disse que o racionamento poderá ser estendido, caso não chova em 2015. Com a medida, a empresa interrompe o abastecimento por 36 horas e cerca de 500 mil pessoas serão atingidas.
Além de Campina, passarão a ter racionamento as cidades de Caturité, Barra de Santana, Queimadas, Pocinhos, Lagoa Seca, São Sebastião de Lagoa de Roça, Matinhas, Alagoa Nova, além dos distritos de Galante e São José da Mata e, ainda, o povoado de Genipapo. O Boqueirão está com apenas 25,2% da sua capacidade, segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa). 
Segundo Deusdete Queiroga, a previsão é que, em dezembro, o Boqueirão estará com 100 milhões de m³ de água (menos de 25% da sua capacidade, correspondente a 411 milhões de m³ cúbicos). “Com o racionamento, você vai reduzir a vazão da água que sai de Boqueirão para Campina de 1.200 litros para 1.084. Isso já traz uma economia em relação à água retirada desse açude. Caso não tenhamos uma recarga significativa de água, o esquema de racionamento será levado até novembro de 2015”, disse. 
Ele explicou que se a  seca se prolongar, a Cagepa terá de adotar uma modalidade mais drástica de racionamento. A empresa pretende dividir Campina em duas zonas de abastecimento. Dessa forma, uma zona seria abastecida por três dias e outra por igual período. Ele disse, no entanto, que não acredita que a situação chegue a essa gravidade. “E a expectativa é que já no final de 2015 estará chegando água da transposição do São Francisco”, ressaltou.
Fonte: Portal Correio
 

Todos os Direitos Reservardos © 2014. Rádio Arara FM - ZYL 735 - 87,9 MHz